Abimaq manifesta apoio à aprovação da PEC que limita gastos do governo

São Paulo - A Abimaq, entidade que representa a indústria nacional de máquinas e equipamentos, divulgou nota de apoio à proposta do governo de limitação dos gastos públicos. "O ajuste fiscal é necessário para que o País volte a crescer, o que deve exigir, forçosamente, o corte de despesas", disse João Carlos Marchesan, presidente do conselho de administração da Abimaq, ao defender a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que fixa um teto, no caso a variação da inflação, à evolução das despesas primárias da União.

Segundo o executivo, o governo deve promover a reforma orçamentária pela redução de gastos, e não por meio de aumento de impostos. "O déficit fiscal não pode ser combatido via aumento de carga tributária pois as empresas estão asfixiadas e a sociedade está estrangulada."

A Abimaq, de acordo com Marchesan, seguirá engajada em implementar e propor ações para a retomada da economia brasileira. "Vamos apoiar o governo para que tenha sucesso no corte das suas despesas o mais rápido possível", comentou o executivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos