Haddad cria sobretaxa para combater monopólio da Uber no transporte de SP

Em São Paulo

  • Reprodução

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), anunciou na tarde desta segunda-feira (10) novas regras para a cobrança de outorga dos aplicativos de transporte na cidade. A medida pretende evitar o surgimento de monopólios, como vinha acontecendo com a Über.

Pelas regras vigentes até esta segunda, os aplicativos pagavam uma taxa de 10 centavos a cada quilômetro rodado na cidade. A mudança é que agora haverá bandas de consumo desses quilômetros, como houve, por exemplo, no racionamento de água.

Uma empresa poderá rodar 7.500 quilômetros a cada hora. Passando dessa cota, o valor da taxa cresce 10% - de 10 para 11 centavos. A Prefeitura estipulou 6 bandas de consumo. Na mais cara, a taxa chegará a 30 centavos.

Com a medida, a gestão Haddad espera conter o crescimento da Uber e, da mesma forma, estimular a procura dos passageiros pelas demais empresas, como Cabify, 99POP e EasyGo.

Aplicativos como Google Maps já informam ao usuário qual empresa oferece a menor tarifa em determinado momento. As novas regras serão publicadas no Diário Oficial da Cidade desta terça-feira (11).

O jornal "O Estado de S. Paulo" está em contato com as empresas de transporte individual de passageiros para repercutir a medida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos