Plenário inicia discussão sobre PEC do teto, com argumentos contra e a favor

Brasília - O Plenário da Câmara dos Deputados começou na tarde desta segunda-feira, 10, a discussão sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que cria o teto para o crescimento dos gastos públicos. Parlamentares contra e a favor da PEC se alternarão na tribuna a partir de agora.

O primeiro deputado a argumentar contra o teto de gastos foi Glauber Braga (PSOL-RJ), seguido por Duarte Nogueira (PSDB-SP), favorável à medida. Já há na Mesa um requerimento para o encerramento da discussão após o oitavo discurso (sendo quatro a favor e quatro contra).

No momento, há 446 deputados nas dependências da Câmara, sendo que 440 registraram presença no Plenário. A expectativa do governo é de que o texto principal seja votado apenas após as 22h. Além disso, já há oito pedidos protocolados de destaques à PEC, sendo dois deles pelo PSB - que integra a base do governo - e os seis restantes pela oposição.

Para aprovar o teto de gastos em primeiro turno na Câmara, o governo precisa de 308 votos no Plenário. Com menos parlamentares na Casa mais cedo, o governo teve apenas 255 votos para a aprovar o requerimento de quebra de interstício que permitiu a votação da PEC hoje, enquanto a oposição teve somente nove votos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos