PF prende operador de empilhadeira dos Correios com R$ 2,5 milhões na conta

A Operação Mala Direta, deflagrada pela Polícia Federal nesta sexta-feira (14) prendeu o operador de empilhadeira Edson Andre Silva, o Sukita, sob suspeita de integrar organização criminosa que montou um esquema paralelo de postagens nos Correios em São Paulo --o rombo estimado alcança R$ 647 milhões.

A PF descobriu que 'Sukita' ganha salário mensal de cerca de R$ 1.500, trabalhando nos Correios, mas em um período de dois anos movimentou R$ 2,5 milhões na conta. A reportagem não localizou a defesa dele.

Sukita, 42, concorreu a uma cadeira na Câmara do município de Francisco Morato, na Grande São Paulo. Teve 532 votos e não se elegeu. Segundo a PF, ele é um dos seis funcionários dos Correios capturados na Mala Direta sob suspeita de corrupção passiva --Sukita é operador de empilhadeira, segundo a PF.

Três empresários também foram presos --um quarto está foragido. A Justiça Federal bloqueou R$ 13 milhões da organização.

"Um único empregado dos Correios, com salário de aproximadamente R$ 1.500, movimentou no período de dois anos a quantia de R$ 2,5 milhões em sua conta bancária", informou o delegado Alberto Ferreira Neto, que integra a força-tarefa da PF na Mala Direta.

O delegado não informou o nome dos empresários e nem dos funcionários dos Correios - a PF não divulga a identidade dos investigados.

A reportagem apurou entre advogados que o alvo com movimentação milionária, preso na Mala Direta, é Sukita.

"Esse funcionário, com quase dez anos de Correios, lidava diretamente com os empresários", destacou Ferreira Neto. "Quando pegamos os salários desses empregados e verificamos o padrão de vida deles constatamos a total incompatibilidade com o patrimônio. Esse funcionário que movimentou R$ 2,5 milhões não fez nenhuma declaração ao Imposto de Renda. Os rendimentos desse empregado de aproximadamente R$ 1.500 chamaram muito a atenção."

'Sukita' não declarou os ativos à Justiça eleitoral, quando registrou sua candidatura a vereador pelo PMDB. Declarou apenas a posse de um Honda CRV avaliado em R$ 94 mil e uma casa de R$ 240 mil, ou seja, patrimônio total de R$ 334 mil.

A PF apreendeu duas carretas e dois semi-reboques com Sukita. Ele estava investindo na constituição de uma empresa de transportes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos