Serraglio diz que prisão de Cunha não deve causar 'maior impacto na Câmara'

Brasília - O deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, disse nesta quarta-feira, 19, que a prisão do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) não deve ter efeitos sobre o funcionamento da Casa, "diante dos sucessivos escândalos que são anunciados a cada dia, sobretudo os que estão sendo revelados do governo anterior, por meio da Lava Jato".

Em nota, Serraglio negou ter dito mais cedo, ao saber da prisão, que isso representaria "a queda da República". Ele frisou que, aos inúmeros jornalistas que o procuraram, afirmou "de forma comedida, que não haveria maior impacto na Câmara".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos