Treze dias após ser solto pela Justiça de SP, acusado de matar ex-mulher é preso

São Paulo - O consultor financeiro Chateuabriand Bandeira Diniz Filho, de 51 anos, acusado de matar com 19 golpes de faca a ex-mulher, Mariana Marcondes, de 43, foi preso na terça-feira, 18, no Rio por agentes do Ministério Público. Diniz Filho estava solto desde o último dia 5, após ter tido a prisão temporária revogada pela Justiça de São Paulo. Ele estava morando no Rio com os filhos, de 6 e 9 anos.

A prisão preventiva foi decretada pelo 1.º Tribunal do Júri de São Paulo, após denúncia do promotor Felipe Eduardo Levit Zilberman, do Ministério Público Estadual (MPE). O consultor será transferido para São Paulo, onde será julgado.

O crime aconteceu no dia 17 de setembro em um condomínio do Belém, na zona leste da capital paulista, onde a família morava. Diniz Filho se entregou à polícia no dia 20 de setembro, confessou o crime e se disse arrependido. Em 5 de outubro, o juiz Roberto Zanichelli Cintra, do 1.º Tribunal do Júri, determinou a sua soltura. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos