Após jantar, Geddel diz que base está alinhada e que “quer os 308 votos”

Brasília - O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, disse ao Broadcast, sistema de notícias em tempo rela do Grupo Estado, que o governo está preparado para o segundo turno da PEC do teto dos gastos, prevista para acontecer amanhã na Câmara. Após jantar na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o ministro afirmou que a base aliada "está alinhada" e que ele quer os "308 votos", em referência ao número que o projeto precisa para ser aprovado.

No Palácio do Planalto, entretanto, a maior parte do núcleo do presidente Michel Temer - que em afago aos parlamentares compareceu mais uma vez a jantares - o número almejado é em torno de 400 votos. A ideia do placar superior ao primeiro turno - quando foram 366 - é passar para o mercado uma maior confiança com o poder do governo em aprovar as reformas econômicas que ainda virão pela frente, como a reforma da previdência e a trabalhista.

Geddel disse que o presidente não discursou durante o encontro na casa da Maia nesta noite e que não realizou "beija-mão". "Foram conversas", resumiu.

O ministro minimizou ainda as manifestações contrárias à PEC e afirmou que eventuais posicionamentos contrários à medida não preocupam o governo. (Carla Araújo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos