Câmara deve votar ainda dois requerimentos antes do texto-base da PEC do teto

Brasília - Mais de seis horas após a abertura dos trabalhos, os deputados da base e da oposição começaram a encaminhar a votação, em segundo turno, do texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que institui um teto de gastos pelos próximos 20 anos. A medida é a principal aposta do governo do presidente Michel Temer para equilibrar as contas públicas.

Neste momento, parlamentares a favor e contra se alternam na tribuna para expor seus argumentos. Já encaminharam o voto pelo "não" os deputados Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e Alessandro Molon (Rede-RJ). Pelo "sim", já discursou o deputado Julio Lopes (PP-RJ) e fala, neste momento, o deputado Carlos Manato (SD-ES).

Apesar do encaminhamento da votação, ainda restam pelo menos duas votações antes da apreciação do texto-base: o requerimento para apreciação em globo dos destaques simples (apresentados individualmente por deputados) e a admissibilidade dos destaques simples.

Mais cedo, o plenário rejeitou o último requerimento apresentado pela oposição para tentar protelar a votação. Os parlamentares haviam pedido que a PEC fosse votada artigo por artigo, mas essa demanda foi rejeitada por 258 votos a 19.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos