Ministro de Minas e Energia deixa cargo para votar pela PEC do Teto

Em Brasília

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, foi exonerado do cargo nesta terça-feira (25), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU).

O motivo da saída do ministro não foi informado no documento, mas deve consistir na mesma estratégia adotada pelo governo no início do mês para reforçar os votos a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos no primeiro turno na Câmara dos Deputados.

Assim como na primeira votação, Coelho Filho, que é deputado federal, se licenciou do ministério para reassumir o mandato parlamentar e votar pela aprovação da medida.

A sessão para a votação da PEC em segundo turno na Casa está marcada para esta tarde e o governo esperar repetir a votação expressiva obtida no último dia 11, quando aprovou o texto por 366 votos a 111.

Na semana passada, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, também deixou o cargo temporariamente para votar na sessão desta terça-feira.

Temer faz reunião na véspera da votação da PEC dos gastos

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos