Candidatos levam ataques de campanha para o último debate em Ribeirão Preto

Ribeirão Preto - A série de ataques mútuos durante o segundo turno entre os dois candidatos a prefeito de Ribeirão Preto (SP) - o deputado federal Duarte Nogueira (PSDB) e o vereador Ricardo Silva (PDT) - foi levada por ambos para o último debate na campanha eleitoral, realizado pela EPTV/Globo e encerrado há pouco. Assim como nos últimos dias no horário eleitoral, ambos priorizaram as críticas e os contra-ataques e muitas vezes sequer responderam as perguntas feitas.

O clima esquentou logo no primeiro bloco, quando o Silva perguntou a Nogueira o que faria para o trânsito da cidade e se apoiaria a proposta de acabar com os radares móveis. Nogueira disse que a proposta do adversário "é populista" e defendeu um melhor ordenamento no trânsito local. Silva logo rebateu, lembrando que o tucano foi secretário de Transportes e Logística de São Paulo e que "há uma indústria da multa no Estado governado pelo PSDB".

Em seguida, Nogueira perguntou qual ação Silva faria para a área de segurança. O pedetista disse que segurança pública é de responsabilidade institucional do Estado e que "vem falhando há muito tempo" na área. Na pergunta seguinte, sobre Saúde, o tucano respondeu ao adversário é o "candidato do não", pois não quer o apoio do governo estadual para a área.

Depois, Nogueira saiu do tema para atacar Silva, dizendo que o pedetista mentiu e deu falso testemunho, incitando a divisão de classes ao afirmar que ele tinha proposto captar água do Rio Pardo, que margeia a idade, para dar à população. "Mas o Ministério Público abriu inquérito criminal para apurar essa atitude desleal", afirmou Nogueira. "Não sei de onde você tirou isso, pois você disse que iria captar água, portanto assuma isso. Você está nervoso", rebateu Silva, para, em seguida, o tucano dizer que ele estava desesperado.

No último bloco, quando o assunto era habitação, o candidato do PDT lembrou que Nogueira foi secretário da área do governo estadual, por dois anos, "e não trouxe um tijolo par cá", disse. Nogueira rebateu e disse que além de moradias realizadas durante o período em que esteve no governo, ajudou, como deputado com base em Ribeirão Preto, outros prefeitos a viabilizarem os imóveis.

Nas considerações finais, o candidato do PDT disse que se eleito prefeito terá equipe técnica com pessoas comprometidas com Ribeirão e que por ter apenas 31 anos não pode errar. "Se eu errar, aos 35 anos terei de mudar de cidade". Já Nogueira encerrou o debate dizendo que preparou a vida toda para ser prefeito e pediu ao telespectador que não abandone a cidade. "Quero me cercar de pessoas competentes e capazes e tirar a cidade das páginas policiais", concluiu. (Gustavo Porto - gustavo.porto@estadao.com)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos