MPF denuncia ex-deputados, afirma site

São Paulo - A Procuradoria da República na 1ª Região denunciou 443 ex-deputados por uso indevido de dinheiro público no caso que ficou conhecido como "farra das passagens", revelado em 2009.

A informação sobre a denúncia foi divulgada ontem pelo site Congresso em Foco. Entre os denunciados está o atual secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco. O crime atribuído aos ex-parlamentares, segundo o site, é de peculato, que prevê pena de até 12 anos em caso de condenação.

A revelação de que parlamentares usavam suas verbas de passagem aérea para custear viagens particulares no Brasil e no exterior, incluindo de parentes, levou a Câmara a rever as regras para autorização das passagens.

Michel Temer era o presidente da Casa quando o caso veio à tona. Ele, no entanto, não está na denúncia, segundo o site.

Ao Congresso em Foco, os citados negaram irregularidades no uso das verbas da Câmara. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos