Ibama multa Samarco em R$ 500 mil por dia até cumprir ações de contenção de risco

Brasília - A mineradora Samarco, controlada pela Vale e a BHP Billiton, recebeu uma nova multa do Ibama, por descumprir algumas medidas de prevenção e de contenção em casos de dano ambiental. A autuação é de R$ 500 mil por dia. A multa foi oficializada no dia 1º de novembro e já está em execução. O órgão ambiental deu prazo de 20 dias para que a empresa adote medidas para resolver as pendências.

Segundo o Ibama, a Samarco foi autuada por deixar de adotar "medidas de precaução ou contenção em caso de risco de dano ambiental grave ou irreversível, ao não tratar efetivamente o rejeito a montante do 'Dique S3', e não concluir seu alteamento antes do período chuvoso", conforme previsto antes em duas notificações.

A Samarco foi notificada 68 vezes e recebeu sete autos de infração do Ibama desde o dia 5 de novembro de 2015, quando o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), matou 19 pessoas e deixou o maior rastro de destruição aberto por 34 milhões de metros cúbicos de rejeitos no meio ambiente. As multas aplicadas pelo órgão ambiental já ultrapassam R$ 300 milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos