Partido aliado de Merkel quer limitar fluxo de imigrantes na Alemanha

Berlim - O Partido Social Cristão da Alemanha, aliado dos Democratas Cristãos de Angela Merkel na Baviera, está se posicionando firmemente contra a política de portas abertas da chanceler na esperança de ganhar votos dos eleitores enfurecidos pelo fluxo migratório.

Esse partido sempre foi mais conservador que o de Merkel, o qual é mais ativo no resto da Alemanha, fora da Baviera. Com essa inclinação mais extrema, é provável que o bloco formado entre os dois partidos perca força para o Alternativa, uma legenda nacionalista, nas próximas eleições.

Durante uma reunião neste sábado em Munique, o Partido Social Cristão decidiram, de forma unânime, aprovar um programa que rejeita o multiculturalismo e exige plebiscitos nacionais, como os que foram promovidos na Suíça. As propostas também reforçam a demanda do partido por um limite anual no número de imigrantes que a Alemanha pode receber.

De acordo com o líder do partido na Câmara, Manfred Weber, a sigla não vai participar de um novo governo de coalizão, a não ser que haja um limite para o número de asilados. Mais cedo neste ano, o partido havia dito que essa marca deveria ser de 200 mil por ano. Merkel já rejeitou essa hipótese. Fonte: Associated Press.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos