Doria diz que não vai aumentar tarifa de transporte público em SP

São Paulo - O prefeito eleito de São Paulo, João Doria Jr (PSDB), afirmou há pouco que não vai permitir o aumento da tarifa de transporte público na capital paulista. "Tenho de ter sensibilidade social", disse o tucano. "Não posso desconsiderar que existem 5 milhões de pessoas em sofrimento na cidade, estamos numa recessão econômica nunca antes vivida", afirmou. "Essas pessoas não têm subsídio de nenhuma empresa".

Para evitar o aumento da tarifa, Doria conta com a liberação de R$ 400 milhões em recursos do governo federal para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Parte dos recursos, que também foram pedidos pelo atual prefeito, Fernando Haddad (PT), seria usada para subsidiar as empresas de transporte público e, desta forma, manter a tarifa a R$ 3,80.

Dória reforçou ainda que as marginais Pinheiros e Tietê voltarão a seus limites de velocidade anteriores já em janeiro. "Quero esclarecer que 62% dos acidentes com vítimas são causados pelo uso do celular. O excesso de velocidade é só o 4º fator, depois de consumo de álcool e distração", argumentou. Ele disse, no entanto, que as vias de acesso serão mantidas com limite de 50 quilômetros por hora. (André Ítalo Rocha - andre.italo@estadao.com)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos