Temer se reúne com Meirelles, Dyogo, Padilha e Jucá para discutir Previdência

Brasília - O presidente Michel Temer está reunido no início da tarde desta terça-feira, 8, com diversos ministros no Palácio do Planalto para debater o texto da Previdência, que o governo pretende enviar ao Congresso. Participam os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, do Planejamento, Dyogo Oliveira, da Casa Civil, Eliseu Padilha, o secretário do PPI, Moreira Franco, e o senador e futuro líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RO). A expectativa é que a reforma seja enviada em dezembro.

Pela manhã, em discurso em evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Temer afirmou que "ninguém está perseguindo aposentados". "O que queremos é revelar que se não tomarmos cuidado, em 2024, como dizem as pesquisas, teremos um déficit semelhante ao PIB e será um desastre para o País", disse.

Temer afirmou que o tema é importante, pois os Estados "estão praticamente quebrados, fruto da Previdência Social. A reforma interessa à União, aos Estados e aos municípios", comentou.

O presidente disse ainda a reforma é "quase uma consequência do teto" dos gastos públicos. Meirelles, que também discursou no evento, disse que a sistemática atual da Previdência é insustentável e que o tema, após a aprovação da PEC do teto dos gastos, é a próxima prioridade do governo de Michel Temer.

A reunião não constava na agenda oficial de Temer. Além desse encontro com ministros, o presidente deve receber no período da tarde o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que o entregará o texto do projeto de repatriação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos