Gleisi pede verificação de quórum na CCJ, esvaziada; presidente da comissão nega

Brasília - Em meio ao esvaziamento da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto de Gastos, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) solicitou a verificação de quórum. O painel marca a presença de 27 senadores na comissão, mas menos de 10 parlamentares ocupam efetivamente as mesas para acompanhar o voto em separado do senador Roberto Requião (PMDB-PR).

"Solicito a verificação de quórum, pois não há senadores aqui. Está sendo lido o voto em separado, mas o plenário está vazio", disse Gleisi, que recebeu o apoio de outros membros da oposição. Em caso de quórum abaixo de 14 parlamentares, a sessão seria encerrada.

O presidente da CCJ, senador José Maranhão (PMDB-PB), negou o pedido e disse que só é possível solicitar verificação de quórum em momento de votação. A petista insistiu que o regimento permitia a verificação durante a sessão de discussões, mas a mesa manteve a decisão.

Requião retomou então a leitura de seu voto, mas não deixou de reclamar da decisão. "Fica claro absoluto desinteresse pelo Senado por questões importantes para o País. A PEC significa uma espécie de suicídio", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos