Estudantes ocupam, de novo, escola estadual em Diadema

São Paulo - Alunos da Escola Estadual Diadema, na região metropolitana de São Paulo, voltaram a invadir a escola na madrugada desta quinta-feira, 10. Um grupo de oito alunos entrou no prédio por volta da 0h30, segundo a Polícia Militar. A Secretaria Estadual da Educação (SEE) diz que não houve interrupção das aulas da manhã e que mantém o "diálogo" com os alunos.

Os estudantes protestam, assim como nas invasões de escolas em outros Estados, contra a reforma do ensino médio proposta pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB) e contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, chamada de "PEC do Teto".

O estudante Douglas Alves dos Santos, de 17 anos e aluno do 3º ano do ensino médio, diz que o colégio foi ocupado às 23 horas, depois de uma assembleia com os estudantes do noturno. Mas ressalta que não houve suspensão das aulas. "Aula normal."

A E.E. Diadema foi a primeira escola ocupada no Estado de São Paulo no ano passado contra a chamada "reorganização escolar", proposta do governo Geraldo Alckmin (PSDB) que previa o fechamento de 94 escolas - o governo alegava que as unidades seriam apenas transferidas aos municípios - e a transferência de mais de 300 mil alunos para que as unidades tivessem apenas um ciclo (ensino fundamental 1, 2 ou ensino médio). Leia aqui reportagem do Estado sobre o "pós-ocupações" em duas escolas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos