Campanha dramática foca violência no trânsito

Sorocaba - "Esse é meu pai e ele vai me matar quando eu fizer 16 anos. É que ele gosta de correr na estrada. Minha mãe nunca vai perdoar ele." O depoimento dramático de uma garota que vai morrer em um acidente no veículo conduzido pelo pai, que gosta de alta velocidade, estreia a nova campanha na televisão sobre segurança no trânsito no Estado de São Paulo.

Os 11 vídeos serão exibidos também nos meios digitais, e o público poderá interagir, com destaque para o conteúdo com forte apelo emocional. A campanha é da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito. As cenas mostram pessoas comuns em uma projeção do que vai acontecer com suas vidas.

"Ou a gente muda de atitude ou vira estatística" é o slogan da campanha. Os vídeos revelam que 94% dos acidentes são causados por falha humana e sugerem mudança de atitude de motoristas, passageiros, motociclistas e pedestres.

Os filmes contêm cenas reais e relatos de pessoas comuns. Em outro deles, um motorista faz uma ultrapassagem perigosa e bate de frente - ao seu lado está uma mulher grávida. Outros mostram manobras arriscadas de um motociclista imprudente e o "machão" que toma bebidas alcoólicas e se diz capaz de dirigir. Os filmes serão divulgados ao longo deste mês.

Óbitos. Conforme a Artesp, entre 2010 e 2015 houve uma redução de 51,7% no número de mortos em acidentes nas rodovias paulistas concedidas pelo governo estadual. No primeiro semestre, a redução foi de 4,4% em relação ao mesmo período de 2015. Mesmo assim, 410 pessoas morreram em acidentes nessas rodovias neste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos