Mulher morta a tiros em SP pelo ex será enterrada

São Paulo - O corpo de Edna Amaralina da Silveira, de 28 anos, foi liberado na madrugada deste domingo, 13, do Instituto Médico-Legal (IML) e deve ser enterrado em Goiás, onde ela morava antes de se mudar para São Paulo. Ela foi morta a tiros em seu apartamento na zona sul de São Paulo.

O principal suspeito é o ex-marido, Hugo Alexandre Gabrich, que está foragido. O crime foi na madrugada deste sábado, 12, e um homem que estava com Edna também foi baleado. Ele sobreviveu e foi levado para o hospital, onde está internado. Edna morava em São Paulo havia seis meses e, segundo a polícia, não há registros de queixas da vítima contra o ex em delegacias da capital.

Ela chegou a solicitar medida protetiva na Justiça de Goiás, mas retirou o pedido dias antes do crime. A polícia informou que vai solicitar à Justiça a prisão temporária de Gabrich. Imagens de câmeras de segurança do prédio também foram solicitadas para ajudar nas investigações. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos