Polícia do Rio busca traficantes em operação na Cidade de Deus

Rio - A Polícia Civil faz grande operação nesta quarta-feira, 23, na Cidade de Deus, comunidade da zona oeste do Rio, para cumprir mandados de prisão contra nove pessoas que participaram do confronto com policiais militares do último fim de semana. Na ocasião, quatro PMs morreram na queda de um helicóptero e os corpos de sete homens apontados como traficantes foram localizados numa mata. É o quinto dia de operação na favela.

Edvanderson Gonçalves Leite, o "Deco", chefe do tráfico de drogas na região, é um dos procurados. De acordo com a Polícia Civil, ele estava preso, mas foi posto em liberdade em 21 de julho e voltou para o tráfico na favela com o objetivo de aumentar sua área de domínio - no período, "observou-se um aumento considerável do poderio bélico na comunidade", diz a polícia.

Cerca de 400 policiais civis estão na comunidade, sendo 25 delegados, que usam informações de investigações da Delegacia de Combate às Drogas, com o apoio da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC). Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão, além dos de prisão. Até por volta das 9h30, ainda não haviam sido divulgados resultados da operação.

O rapper MV Bill, que mora na Cidade de Deus, denunciou no Facebook que apartamentos de trabalhadores foram arrombados. "A polícia arrombou três apartamentos no mesmo andar que o meu, no bloco onde também moro, na Cidade de Deus. São moradores que conheço e que sei que saíram para trabalhar!", escreveu.

"Combatam o crime mas respeitem o morador", pede o rapper no seu post. Há dois dias, a Justiça autorizou a polícia a fazer buscas e apreensões coletivas na Cidade de Deus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos