Desembargador Zveiter é hostilizado em protesto contra corrupção no Rio

Do Rio

  • 23 mai. 2008 - Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

    O desembargador Luiz Zveiter

    O desembargador Luiz Zveiter

O desembargador Luiz Zveiter, ex-presidente do Tribunal de Justiça e candidato ao cargo outra vez, foi hostilizado na manhã deste domingo (4), durante manifestação contra a alteração da lei que estabelece dez medidas contra a corrupção. Zveiter foi cercado na portaria de seu prédio, na Praia de Icaraí, em Niterói (Grande Rio). Os manifestantes o chamaram de "ladrão" e chegaram a arremessar um tênis na sua direção. "Ô, Zveiter, pode esperar. A sua hora vai chegar", gritava a multidão. Zveiter apressou-se a entrar no prédio.

Zveiter respondia a Processo Administrativo Disciplinar no CNJ (Conselho Nacional de Justiça). O processo foi arquivado no último dia 8, cinco anos depois de ter sido instaurado. O desembargador havia sido acusado de conceder decisões que favoreceram a Construtora Cyrela, empresa defendida pelo escritório de seu filho, Flavio Zveiter.

Em sua gestão como presidente do TJ, entre 2009 e 2011, Zveiter enfrentou uma das mais longas greves do Judiciário e tomou medidas consideradas impopulares: cortou a folha de pagamento e transferiu servidores para o interior. As medidas foram revistas. A eleição no TJ está marcada para esta segunda-feira (5). A única adversária é a desembargadora Maria Inês Gaspar, atual vice-presidente do tribunal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos