Em dia de protestos, PMDB reforça fala de Temer sobre 'voz das ruas'

São Paulo - No dia em que são realizados diversos protestos pelo País contra a corrupção e de apoio à Operação Lava Jato, o PMDB usou a rede social Twitter para reforçar uma declaração do presidente Michel Temer prometendo vetar qualquer proposta de anistiar o caixa dois em atendimento à "voz das ruas".

A declaração foi feita por Temer há uma semana ao lado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do presidente da Câmara (DEM-RJ), alvos dos protestos de hoje. "Para a questão da anistia, vamos atender à voz das ruas", disse Temer. A frase é destaque em uma imagem publicada há pouco na conta oficial do PMDB na rede social.

O partido, no entanto, ainda não se manifestou especificamente sobre os protestos de hoje e sobre as principais bandeiras das manifestações, como o pacote das dez medidas contra a corrupção proposto pelo Ministério Público, o apoio à Operação Lava Jato e as críticas direcionadas a Renan Calheiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos