Renan será notificado de afastamento nesta terça-feira

Brasília, 05 (AE) - O secretário-geral da Mesa do Senado, Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, disse que o presidente afastado da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), não precisaria receber à noite a notificação do Supremo Tribunal Federal (STF). "Ele considerou que deveria ser em público e agendou para amanhã (terça-feira), às 11h", afirmou.

Mais cedo, um oficial de Justiça tentou entregar na residência oficial do Senado a notificação da decisão de afastamento de Renan. O oficial chegou às 21h34 e deixou o local cinco minutos depois. Na residência, estavam, além do peemedebista, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e senadores.

Segundo o secretário-geral da Mesa do Senado, não há previsão de apresentação de recurso, já que a decisão do ministro Marco Aurélio pode ser analisada pelo plenário do STF já na quarta-feira.

Caso Renan não volte ao cargo, também não há previsão de novas eleições para a presidência da Casa, por faltar menos de quatro meses para o fim do mandato. Com isso, o vice assume até fevereiro, quando termina o mandato de Renan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos