'Tomatina' e apoio a Moro marcam ato em Curitiba

Curitiba - Foi em frente à sede da Justiça Federal, onde trabalha o juiz Sérgio Moro, que se reuniram os manifestantes em Curitiba neste domingo, 4. Cerca de 8 mil pessoas, segundo a PM, e 50 mil, de acordo com a organização, foram às ruas em apoio à Operação Lava Jato, contra a corrupção e contra a decisão da Câmara Federal de fazer alterações no projeto de 10 Medidas contra a Corrupção, apresentadas pelo Ministério Público Federal (MPF).

A mobilização foi convocada pelos movimentos Vem Pra Rua, Curitiba Contra a Corrupção e Movimento Brasil Livre (MBL). Com palavras de ordem contra o governo de Michel Temer, o presidente do Senado, Renan Calheiros, e os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, os manifestantes pediam de "cadeia" para os políticos a novas eleições.

O público alternava gritos de "Fora Temer" com palavras de apoio a Sérgio Moro. No fim da tarde, manifestantes jogaram tomates em um cartaz com fotos de vários políticos. Para o professor Talles Diniz, de 28 anos, há uma insatisfação generalizada contra os políticos. Talles entregava folhetos que pediam cassação de direitos de partidos ligados ao Foro de São Paulo, além da cassação de deputados que votaram contra as 10 Medidas Contra a Corrupção. "Queremos reverter a votação feita na calada da noite." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos