Renan garante contagem de prazo para PEC do Teto em sessão extraordinária

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), chegou à Casa abriu a sessão normalmente na manhã desta quinta-feira, 8, sem fazer qualquer discurso e, em seguida, negou questão de ordem para interromper contagem de prazo de tramitação da PEC do Teto. Desta forma, a votação continua agendada para a próxima terça-feira 13 de dezembro.

A sessão desta manhã é extraordinária e foi agendada para contar um dia no prazo de três sessões para a votação da PEC do Teto. Entretanto, a oposição alega que sessão extraordinária, segundo o regimento, não deveria valer para a contagem do prazo.

Renan negou o pedido com base em outra interpretação do regimento e a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) recorreu da decisão. Agora, o pedido terá de ser analisado pelo plenário.

Com baixo quórum na sessão, Renan pediu que os senadores se dirijam para o plenário. Até por volta das 10h30, a maior parte de senadores era de oposição.

Como a sessão está esvaziada, Renan também não fez qualquer discurso, como de costume, sobre os recentes eventos, como seu afastamento liminar e, em seguida, sua retomada ao cargo de presidente do Senado após julgamento ontem no plenário do STF.

Desde a decisão, que foi tomada no fim da tarde dessa quarta-feira, 7 Renan ainda não se pronunciou sobre o resultado no STF. Ele apenas divulgou uma nota em que afirma que a definição foi "patriótica".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos