Temer diz que é preciso coragem para tomar medidas impopulares

São Paulo, 12 (AE) - O presidente da República, Michel Temer, afirmou na noite desta segunda-feira que o governo precisa ter coragem para tomar medidas aparentemente impopulares. Ele disse que mesmo "vergastado e chicoteado" pelas redes sociais, propôs medidas que são fundamentais para o País, como a reforma da Previdência. "Não estamos pensando em nós, mas naqueles que virão." A declaração foi dada durante discurso no prêmio Líderes do Brasil, promovido pelo Grupo Lide.

O presidente disse que seu governo tem coragem para enfrentar os momentos dificílimos pelos quais o Brasil passa. "Precisamos de coragem para fazer coisas aparentemente impopulares, mas que gerarão popularidade logo ali na frente."

Temer lembrou que está no poder há seis meses e que ainda tem mais dois anos de governo pela frente. Ele disse que gostaria de poder "gastar enormemente", mas que é preciso dar uma nova fisionomia ao País, por isso aceitou o teto para os gastos públicos.

"Eu gosto de gastar, quem não gosta é o Henrique Meirelles. Eu gostaria de poder gastar tudo que estivesse nas rubricas do Estado e dizer, com o perdão da expressão, 'o futuro que se dane, porque outros estarão no poder', mas não é assim", comentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos