Morre Dom Javier Echevarría, segundo sucessor do fundador do Opus Dei

Morreu em Roma, na noite desta segunda-feira, Dom Javier Echevarría, bispo e segundo sucessor de Josemaría Escrivá, fundador do Opus Dei. Ele estava com 84 anos e não resistiu a uma insuficiência respiratória.

Echevarría nasceu em Madri, em 1932, e na capital espanhola conheceu José María Escrivá de Balaguer, de quem foi secretário. Depois, foi eleito prelado em 1994 e recebeu a ordenação episcopal no ano seguinte da escolha do papa João Paulo II como líder da Igreja Católica.

O religioso tinha sido hospitalizado no dia 5 de dezembro por causa de uma "leve infecção pulmonar", segundo comunicado enviado pela Opus Dei. "O quadro clínico se complicou nas últimas horas, provocando uma insuficiência respiratória, o que ocasionou o falecimento".

A Opus Dei informou que, segundo os estatutos da prelatura, Monsenhor Fernando Ocáriz deve convocar no prazo de um mês um congresso para escolher o novo líder da instituição. Esse congresso deve ser realizado no prazo de três meses e a escolha deve ser posteriormente confirmada pelo papa Francisco.

Papa

Poucas horas após a confirmação da morte de Dom Javier Echevarría, o papa Francisco lamentou muito a "morte inesperada" do espanhol e reconheceu o seu "testemunho paternal e generoso".

Em um telegrama, o pontífice expressou suas "mais profundas condolências" e desejou que o "fiel servo descanse a sua alegria eterna" e ainda lembrou que a morte de Echevarría foi no dia que os católicos celebram a Virgem de Guadalupe, padroeira da América.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos