PGR divulga nota sobre Operação Descontrole

Brasília - A Procuradoria-Geral da República (PGR) divulgou nesta terça-feira, 13, nota com detalhes sobre a Operação Descontrole, que investiga indícios de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A pedido da PGR, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou o cumprimento de três mandados de condução coercitiva, envolvendo o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, Jonas Lopes de Carvalho, seu filho, Jonas Lopes de Carvalho Neto, e o operador Jorge Luiz Mendes.

Além disso, foram expedidos dez mandados de busca e apreensão - nove no Rio de Janeiro e um em Minas Gerais.

"O presidente do TCE/RJ e seu filho foram citados em acordo de colaboração premiada por executivos da construtora Carioca Engenharia, como tendo solicitado vantagem indevida para aprovação de obras. Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva foi citado também em acordo de colaboração por executivos da Construtora Andrade Gutierrez como sendo a pessoa responsável por receber valores em espécie, na ordem de 1% do valor das obras, a mando de conselheiros do Tribunal ainda não identificados", comunicou a PGR.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos