Renan ignora sessão de homenagem a Arraes para continuar votação da PEC do teto

Brasília, 13 - A votação da PEC do Teto no Senado fez com que a homenagem ao centenário do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes fosse transferida para o plenário da Câmara. A medida gerou crítica dos senadores do PSB.

"Eu considero que o Senado não cumpriu com aquilo que havia acertado, e que restou uma situação de constrangimento e de deselegância para com os convidados e familiares do ex-governador Miguel Arraes", disse a senador Lídice da Mata (PSB-BA).

Ela afirmou que havia um acordo para que a discussão sobre a PEC tivesse início e que, em seguida, fosse suspensa para dar seguimento à sessão de homenagem a Arraes, mas o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu seguir com a votação. "Quero deixar claro o meu desagrado com os rumos dos acontecimentos hoje aqui", disse.

Renan classificou a crítica da senadora como "exagero" e disse que a sessão iria começar depois que a votação da proposta fosse concluída. "Nós estamos aqui todos reunidos para prestar uma homenagem ao saudoso Arraes", disse.

A sessão solene estava marcada para as 11h30 no plenário do Senado, mas começou por volta das 14h, na Câmara.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos