Votação da PEC do Teto será tranquila, afirma Renan

Brasília - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) chegou por volta das 10h desta terça-feira, 13, ao Congresso e garantiu que a votação em segundo turno da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um teto para o crescimento dos gastos públicos será "tranquila". Renan confirmou que, caso o texto seja aprovado, o principal pilar do ajuste fiscal proposto pelo governo Michel Temer será promulgado na próxima quinta-feira (15).

O peemedebista lembrou que a PEC do Teto foi aprovada pelo Senado em primeiro turno com 61 votos a favor e 14 contrários, e minimizou o fato das senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Vanessa Grazziotin (PcdoB-AM) terem impetrado na noite desta segunda-feira, 12, um novo mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender a tramitação da PEC do teto na Casa.

"Cumprimos um calendário que foi acertado com a oposição, prazo por prazo e com respeito ao regimento. Vamos fazer agora a votação em segundo turno. Nem emenda cabe fazer. De modo que será uma votação tranquila, absolutamente tranquila", afirmou Renan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos