Lupi defende expulsar senadores do PDT que votaram a favor da PEC do teto

Brasília, 14 - O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, defendeu nesta quarta-feira, 14, que os senadores que votaram a favor da PEC do teto devem ser expulsos do partido. "Eu acho que esses senadores deveriam, antes de se filiar ao PDT, ter lido o estatuto do partido. Um dos princípios básicos do nosso programa é a defesa da saúde e educação", disse.

Votaram a favor da proposta que congela os gastos públicos por 20 anos os três senadores da bancada do PDT: Telmário Mota (RR), Lasier Martins (RS) e Pastor Valadares (RO).

Lupi afirmou, no entanto, que a necessidade de expulsar os senadores por ter contrariado a indicação do partido é uma opinião pessoal e que o assunto ainda será levado para ser discutido com os integrantes da Executiva Nacional da sigla. Uma conclusão sobre o assunto que deve acontecer até março.

Ação

O presidente do PDT também afirmou que o partido vai entrar com uma série de medidas legais para tentar impedir que a PEC seja implementada. Uma delas será protocolar no Supremo Tribunal Federal uma Ação Direta de Inconstitucionalidade ainda nesta quarta-feira. "Entendemos que essa PEC é inconstitucional. A Constituição garante a saúde e educação de qualidade", disse.

Para Lupi, a proposta, que deve ser promulgada nesta quinta-feira, 15, é um "crime contra o povo mais pobre e oprimido" que depende dos serviços públicos para sobreviverem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos