Randolfe denuncia manobra para votar abuso de autoridade e pacote anticorrupção

Brasília, 14 - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que está em curso no Senado uma manobra para votar o projeto que atualiza a Lei de Abuso de Autoridade em conjunto com o pacote anticorrupção deturpado pela Câmara na noite desta quarta-feira, 14, no Senado.

De acordo com Randolfe, a estratégia é votar o PLS 280/2016, do abuso de autoridade, apensado ao PLC 80/2016, do pacote anticorrupção, e votá-los em conjunto. Dessa forma, se aprovados, o abuso de autoridade iria direto à sanção, sem necessidade de passar pela Câmara.

Randolfe disse que estará em plenário para cobrar a votação do requerimento que pede o fim da urgência do abuso de autoridade, o que faria com que o projeto saísse da pauta do plenário.

Desde ontem, existem movimentações no Senado para permitir a votação do projeto de abuso de autoridade. O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), demonstrou mais de uma vez sua intenção de votar a proposta antes do fim do ano.

A dificuldade estava justamente no requerimento para o fim da urgência do projeto. Regimentalmente, o requerimento precisaria ser votado antes da proposta de abuso de autoridade. Caso as propostas sejam apensadas, o requerimento perde a validade, uma vez que ele se refere apenas ao abuso de autoridade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos