Clarissa Garotinho vai assumir secretaria de Crivella

Rio - O prefeito eleito no Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), anunciou nesta terça-feira, 20, o secretariado que assumirá com ele a administração municipal a partir do dia 1.º de janeiro. A filha de Anthony Garotinho (PR), a deputada federal Clarissa Garotinho, foi indicada para a secretaria de Desenvolvimento, Emprego e Inovação. Mas, ao divulgar a lista de indicados, a assessoria de imprensa de Crivella optou por apresentá-la como Clarissa Matheus, ocultando o sobrenome do pai, usado por ela em sua vida política.

Durante a campanha, Crivella negou que Garotinho receberia um cargo em seu governo em troca de apoio político. Na época, a ligação entre os dois foi atacada pelo opositor Marcelo Freixo (PSOL), o que levou Crivella, na reta final das eleições, a tentar desvincular seu nome ao do ex-governador do Rio. Há menos de um mês, Clarissa foi expulsa do PR por votar contra a PEC do Teto dos Gastos e se filiou ao PRB, do novo prefeito.

Outro apoio do período de campanha, Indio da Costa (PSD) assumirá a Secretaria de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação. Vencido no primeiro turno, Indio foi um dos últimos candidatos derrotados a anunciar seu apoio. Ao divulgar que estaria com Crivella, recebeu, imediatamente, a promessa de ocupar uma das secretarias do governo municipal.

Na Fazenda, entra Maria Eduarda Gouvêa Berto, economista pela PUC-Rio, especializada em projetos de infraestrutura, avaliação de investimento, finanças e gestão de riscos. A Ordem Pública ficará por conta do coronel Paulo Cesar Amêndola, fundador do Bope. O ex-guerrilheiro César Benjamim responderá pela Educação.

Além deles, foram indicados: Ailton Cardoso da Silva, para a Casa Civil; Luiz Carlos Ramos, Relações Institucionais; Carlos Eduardo, Saúde; Fernando Mac Dowell, Transporte; Nelcimar Nogueira, Cultura; Rubens Teixeira, Conservação e Meio Ambiente; e Teresa Bergher, Assistência Social e Direitos Humanos.

Crivella ainda substituiu a Secretaria de Turismo por um conselho composto por Ricardo Amaral, José Bonifácio, o Boni, Roberto Medina e Paulo Manoel Protasio, que ficará ligado ao gabinete do prefeito. As políticas para a Pessoa com Deficiência serão formuladas por um conselho ligado ao gabinete do prefeito, formado pelo deputado federal Otávio Leite e pelo deputado estadual Márcio Pacheco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos