Liminar bloqueia bens de prefeita do PSDB

São Paulo - O Tribunal de Justiça de São Paulo decretou liminarmente a indisponibilidade dos bens da prefeita de Avanhandava, Sueli Navarro Jorge (PSDB), acusada de improbidade administrativa na compra de um refrigerador horizontal.

O valor pago - R$ 4.646 - correspondia a 299% do máximo praticado no mercado na época (agosto de 2010). Os bens bloqueados correspondem a R$ 21.933,91. Também são citados uma empresa, o marido de Sueli, Ricardo Jorge, e a secretária de Educação, Maria Elizabeth Arruda. A reportagem não localizou os envolvidos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos