Prefeito eleito de Osasco toma posse após deixar prisão

São Paulo - O prefeito eleito de Osasco, Rogério Lins (PTN), tomou posse neste domingo, 1, em solenidade na Câmara Municipal. Ele foi solto na sexta-feira, 30, após ficar preso por cinco dias na Penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo.

Lins estava preso desde o domingo de Natal, por suspeita de envolvimento em um esquema milionário de corrupção descoberto pela Operação Caça-Fantasmas na Câmara de Osasco - 14 vereadores, entre eles o próprio Lins, são acusados de captação de dinheiro de parte do salário de assessores dos vereadores.

A ordem de prisão contra o prefeito eleito foi expedida no dia 6 de dezembro, mas Lins só se entregou no dia 25, após retornar de uma viagem a Miami, nos Estados Unidos.

O prefeito eleito foi solto por ordem do desembargador Fábio Gouvêa, para quem ‘não há necessidade da manutenção da prisão preventiva’ do político. A defesa dele nega que Lins tenha contratado servidores ilegalmente e afirma que a inocência do prefeito será comprovada na Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos