Presídios de Roraima atendem quase o dobro da capacidade

São Paulo - O sistema prisional de Roraima, que conta com 17 presídios, tem atualmente um déficit de 942 vagas. Incluindo os presos que estão em delegacias, há 2.144 detentos em Roraima, ante 1.202 vagas.

A Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, que registrou 33 mortos nesta sexta-feira, 6, abriga a grande maioria dos presos - há 1.398 detentos no local, mas a capacidade é de apenas 750. Já a Penitenciária Feminina de Monte Cristo tem outros 116.

O segundo estabelecimento com mais presos é a Cadeia Pública de Boa vista, com 301 detentos. Os dados foram extraídos da radiografia do sistema prisional feita pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Na última semana de dezembro, o governo do Estado anunciou a construção de um presídio de segurança máxima, com previsão de iniciar as obras neste ano. O governo federal já liberou ao menos R$ 46 milhões para o Estado. A unidade ficará em um terreno atrás da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, com capacidade para atender 393 pessoas.

O governo estadual também prevê retomar as obras do anexo da Cadeia Pública de Boa Vista e do presídio de Rorainópolis, com mais 700 vagas em todo o Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos