Kalil revê desoneração de 280 servidores em BH

São Paulo - O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), cancelou a exoneração de 280 servidores municipais que faziam parte dos cerca de 2,8 mil cargos comissionados extintos um dia após a nova gestão tomar posse.

Entre as dispensas revistas em atos publicados na edição de sábado do diário oficial da capital mineira, 75 são da Procuradoria Geral do Município. A lista inclui ainda funcionários de pastas como Arrecadações, Tesouro, Gestão Administrativa e Recursos Humanos, bem como servidores da Guarda Municipal.

Após extinguir cargos comissionados, Kalil, no segundo dia do mandato, já havia adiantado que poderia readmitir "algumas" das pessoas que perderam os postos. Por outro lado, a prefeitura também considera realizar novos cortes para conter gastos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos