MPL faz ato até a casa de Doria contra aumento na tarifa

São Paulo - Cerca de mil manifestantes do Movimento Passe Livre (MPL) realizam na noite desta quinta-feira, 12, o primeiro protesto em São Paulo contra o aumento da tarifa do transporte público. O grupo pretende seguir até a casa do prefeito João Doria (PSDB), nos Jardins.

Os manifestantes se concentraram a partir das 17 horas na Praça do Ciclista, na Avenida Paulista, e pretendem seguir pela Avenida Rebouças até a casa de Doria, que fica na Rua Itália, nos Jardins. Por volta das 18 horas, o ato fechou a Paulista no sentido Consolação. A Polícia Militar acompanha o protesto.

O grupo diz que vai entregar ao prefeito um "prêmio de inovação na forma de aumentar a tarifa", em referência ao congelamento da tarifa base e aumento no preço da integração.

Tarifas

Uma decisão da Justiça de São Paulo nesta semana suspendeu o reajuste das tarifas de metrô, trem e da integração com os ônibus da capital.

A restrição vale também para todas as linhas de ônibus intermunicipais do Estado, administradas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), que transporta cerca de 1,8 milhão de passageiros por dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos