Padilha: déficit primário do governo em 2017 deverá ser de R$ 145 bi a R$ 150 bi

São Paulo - O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, citou na manhã desta terça-feira, 17, em entrevista à Rádio Gaúcha, previsões de crescimento no déficit de resultados financeiros do governo. Perguntado sobre a necessidade de investimentos na BR-116 no Rio Grande do Sul, Padilha citou o rombo nas contas públicas e o comprometimento com a folha de pagamento, o que comprometeria as sobras para investimentos.

"Este ano o déficit deverá ser de R$ 145 bilhões a R$ 150 bilhões. Ano que vem, deve se situar em R$ 180 bilhões a R$ 200 bilhões. Não dá para dizer que não pagaremos o aposentado fazendo investimento na BR-116", disse o ministro. Padilha não deixou claro, no entanto, sobre qual déficit financeiro falava.

Ele afirmou ainda que a capacidade de investimento do governo está sendo exaurida pelo custeio da folha de pagamento e pelos gastos na Previdência.

Inteligência

Eliseu Padilha também disse que o presidente Michel Temer e o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, vão anunciar novas medidas na área de inteligência para controlar a crise no sistema penitenciário, que já deixou mais de 100 mortos em massacres registrados neste ano.

Nesta manhã, o ministro da Justiça se reúne com secretários de Segurança Pública dos Estados para debater medidas a serem adotadas de forma integrada e que serão direcionadas aos sistema carcerário. Ao meio-dia, Temer tem uma reunião com representantes do Conselho Consultivo do Sistema Brasileiro de Inteligência (Consisbin), no Palácio do Planalto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos