Com Doria, festa de aniversário de SP será em espaços fechados

Em São Paulo

  • Danilo Verpa/Folhapress

    Atriz Regina Duarte, que participou de ação com o prefeito João Doria no dia 7, fará a leitura de um monólogo na biblioteca Mário de Andrade no aniversário de São Paulo

    Atriz Regina Duarte, que participou de ação com o prefeito João Doria no dia 7, fará a leitura de um monólogo na biblioteca Mário de Andrade no aniversário de São Paulo

As mudanças anunciadas para a Virada Cultural deste ano vão passar por um teste inicial já na semana que vem, durante a festa dos 463 anos de São Paulo. No dia 25 de janeiro, aniversário da cidade, a gestão João Doria (PSDB) vai colocar em prática o discurso de trocar grandes palcos de rua por eventos realizados dentro de equipamentos públicos, como bibliotecas, teatros, mercados e centros culturais.

Apenas o Parque do Carmo, na zona leste, e a Chácara do Jockey, na zona oeste, vão oferecer programação ao ar livre, com shows do rapper Rael, Tribo de Jah, Zeca Balero, Max de Castro e Wilson Simoninha.

De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura, a proposta é valorizar os espaços municipais de cultura e de lazer da capital, como o Teatro Municipal, onde se apresentará o maestro João Carlos Martins à frente da Orquestra Filarmônica Bachiana, e a Biblioteca Mário de Andrade, que receberá uma série de monólogos teatrais com artistas consagrados, como Regina Duarte, Bárbara Paz e Juca de Oliveira.

"Queremos que as pessoas frequentem esses espaços o ano todo. Para isso, já vamos abrir com as comemorações do aniversário, aliando programação de qualidade e integração da rede municipal de equipamentos que está distribuída pela cidade e merece ser conhecida e mais frequentada pelos cidadãos", afirma o secretário André Sturm, no site da pasta. Outros teatros municipais compõem a programação oficial, como o palco do Centro Cultural de São Paulo, que terá uma sessão especial da obra de Chico Buarque, Leite Derramado.

A mudança conceitual da atual gestão no que diz respeito às manifestações culturais da cidade, no entanto, tem sido criticada. No caso da Virada Cultural, Doria pretende levar os grandes shows para dentro de Interlagos, espaço da zona sul distante do centro e com limite de público. A programação para os 463 anos de São Paulo também deve causar estranheza, já que, diferentemente dos anos anteriores, não haverá nenhum show pop - ano passado, a festa contou com Daniela Mercury, que percorreu as ruas da cidade um dia antes sobre um trio elétrico que partiu da avenida Brigadeiro Faria Lima em direção ao centro, e Gilberto Gil, que cantou no dia 25 no Clube Tietê.

Gastronomia

No Mercado Municipal, que completa 84 anos também no dia 25, o público poderá aliar gastronomia e música. O mercadão vai receber grupos de choro, o sambista Osvaldinho da Cuíca e o grupo Demônios da Garoa. O vão livre do Masp também entra na festa. Ali, das 10h às 19h, haverá uma Maratona do Circo. A programação conta com a Cia. K, que faz performances aéreas com atores presos em um guindaste; os Irmãos Sabatino, da Palhaça Rubra e do grupo Parlapatões, que apresenta diversos esquetes clássicos circenses; e o grupo Jogando no Quintal, que simula um jogo de futebol entre palhaços em que a plateia também participa.

Em frente ao Municipal, haverá uma feira gastronômica com diversas opções de alimentação. Quem passar por lá, poderá experimentar a comida nordestina do Mocotó, comida mexicana do food truck La Buena Station até os modernos Grilled Cheese do QG Food Truck. Pra harmonizar tudo isso os vinhos e drinks dos Los Mendozitos. Confira a programação completa no site da secretaria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos