Temer autoriza envio de Forças Armadas para reforçar segurança nas ruas de Natal

Brasília - Depois do registro de pelo menos 11 ataques a ônibus e relatos de tiros contra delegacias, o presidente Michel Temer autorizou nesta quinta-feira, 19, o envio das Forças Armadas para reforçar a segurança nas ruas de Natal, informou a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom). O contingente deslocado para a região será formado principalmente por homens do Exército.

A situação no Estado do Rio Grande do Norte se agravou após o motim que deixou 26 mortos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, localizada na Grande Natal. A Polícia Militar voltou a entrar no presídio para transferir 220 homens ligados à facção Sindicato do Crime (SDC), que prometeu retaliações.

"Após pedido do governador do Rio Grande do Norte, autorizei o uso das Forças Armadas para reforçar a segurança nas ruas de Natal", escreveu o presidente em sua conta pessoal no microblog Twitter.

O emprego das Forças Armadas será para "patrulhamento nas ruas do Rio Grande do Norte", informou o perfil do Palácio do Planalto no Twitter.

Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Natal (Seturn), 8 dos 11 incêndios de ônibus aconteceram na garagem da empresa São Geraldo, às margens da BR-226, no bairro Felipe Camarão. Diante do agravamento do quadro de segurança pública, a prefeitura autorizou que táxis, vans escolares e carros credenciados fizessem serviço de lotação.

O governo do Rio Grande do Norte também solicitou o envio de militares para a realização de varreduras dentro dos presídios. De acordo com o ministro da Justiça, Raul Jungmann, de 8 a 10 dias, os militares estarão prontos para atuarem dentro dos presídios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos