Cenipa começa análise de destroços de avião no qual morreu Teori

Rio - O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) da Força Aérea Brasileira (FAB) iniciou, nesta quarta-feira, 25, a análise no Rio de Janeiro dos destroços do avião que caiu no mar de Paraty na última quinta-feira, 19, e vitimou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki e outros quatro passageiros.

Os destroços chegaram ao Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na Ilha do Governador, zona norte, às 19hdesta terça-feira, 24. Em seguida, o material foi encaminhado para a sede do Cenipa, que funciona no mesmo bairro.

De acordo com a FAB, será realizado um trabalho "multidisciplinar" de perícia nos destroços em solo, sem prazo para terminar, até que as investigações sejam concluídas. O órgão também informou que, se necessário, os aparelhos que restaram da aeronave poderão serão testados, mas não detalhou como seriam feitos esses testes.

O Cenipa informou na terça-feira que a análise preliminar dos áudios extraídos do gravador da cabine do avião "não aponta qualquer anormalidade nos sistemas da aeronave". A gravação reforçou a hipótese de que houve desorientação espacial do piloto Osmar Rodrigues em razão do mau tempo na região de Paraty, localizada no litoral sul fluminense.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos