Presidente do PT quer que oposição se una e lance candidato para comandar Câmara

Brasília - O presidente do PT, Rui Falcão, defendeu hoje que o partido se una a parlamentares da oposição e forme um bloco nas eleições para a presidência da Câmara. A candidatura seria encabeçada, conforme a proposta de Falcão, por um dos parlamentares do bloco de oposição, a ser formado por PT, PDT, PC do B, Rede e Psol. A opinião do dirigente quanto à posição que deve ser adotada pelo PT foi divulgada hoje a jornalistas, por meio de nota.

O posicionamento de Falcão surge em meio a discussões, dentro do PT, sobre qual candidato o partido deve apoiar. O líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), vinha sinalizando a possibilidade de apoio à reeleição do presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Para ele, isso abriria espaço para o PT ocupar cargo na Mesa Diretora e poder garantir margem política para o partido enfrentar o governo.

As bancadas do PT, no entanto, vêm sofrendo pressão de militantes, que consideram um contrassenso o apoio a Maia - parlamentar do DEM que votou pelo impeachment da então presidente Dilma Rousseff e hoje faz parte da base de apoio ao presidente Michel Temer.

Em sua nota, Rui Falcão lembrou que a resolução mais recente do Diretório Nacional do PT não traz vetos ao "prosseguimento das conversações que vinham se realizando pelas bancadas, com todos os postulantes à direção das Casas congressuais". "Eis aí o foco principal da divergência que, a nosso ver, provocou o movimento de contestação e de pressão sobre as bancadas, a quem competirá a decisão final, por consenso ou maioria", acrescentou.

Ao mesmo tempo, Falcão afirma que a resolução do Diretório Nacional contempla a alternativa de formação de um bloco de oposição. "Minha opinião pessoal é que nos unamos aos parlamentares da oposição (PDT, PC do B, Rede e Psol) num bloco a ser encabeçado por alguém deste campo", defendeu Falcão.

Deste grupo, o PDT lançou oficialmente a candidatura do deputado André Figueiredo (CE) no dia 17. Nas últimas semanas, ele vinha tentando atrair o apoio de outras legendas de oposição. A eleição para o comando da Câmara está marcada para a próxima quinta-feira, dia 2.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos