Renan confirma que foi indicado para liderança do PMDB no Senado

Brasília - No seu último dia como presidente no Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL) defendeu a candidatura do colega de partido, Eunício Oliveira (CE), para substituí-lo no cargo e confirmou sua indicação para a liderança do PMDB no Senado. As eleições para o novo presidente do Congresso Nacional estão marcadas para esta quarta-feira, 1º, às 16h.

"A bancada por aclamação me indicou líder, mas tenho até amanhã para refletir sobre o que vou fazer. Estou conversando com todos para que não haja divisão no partido e para que as pessoas ocupem os lugares onde possam exercer seu melhor papel", afirmou Renan ao chegar ao Senado na tarde desta segunda-feira para a cerimônia de acolhimento do senador Elmano Férrer (PI), que deixou o PTB para se juntar ao PMDB.

Ainda existem especulações sobre que outros cargos Renan poderia ocupar no Senado. Ele foi cotado por alguns colegas de bancada para assumir a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o colegiado mais importante da Casa. Atualmente, Renan possui aliados nos principais cargos do Senado.

Renan também aproveitou para endossar a candidatura de Eunício Oliveira à presidência do Senado. "Eunício tem experiência, liderança, espírito público e saberá conduzir o Congresso Nacional nessa travessia particularmente difícil da vida nacional", disse.

Desde o início da semana, algumas movimentações na oposição sugeriram que outras candidaturas podem ser apresentadas na disputa. Por enquanto, Eunício Oliveira segue como nome mais forte para assumir a vaga.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos