Sem-teto fazem ato por moradia em frente à Prefeitura de SP

São Paulo - O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) fez um protesto pelas ruas do centro de São Paulo na tarde desta terça-feira, 31. Em um ato em reivindicação por melhorias na política de habitação, a manifestação seguiu da Avenida Paulista até a sede da Prefeitura, nas imediações do Viaduto do Chá. Os organizadores estimaram em 10 mil o número de participantes; a Polícia Militar, até o fim da tarde, não havia divulgado estimativa oficial.

O ato seguia pacífico, com um carro de som, bandeiras e gritos de ordem por parte dos manifestantes. O grupo pedia uma reunião com o prefeito João Doria (PSDB) e representante da Secretaria de Habitação.

Em vídeo divulgado na página oficial do movimento no Facebook, o líder Guilherme Boulos explicou a pauta do ato. "Estamos aqui para pedir a continuidade de aprovação dos projetos de moradia, com agilidade", disse. "Também estamos protestando contra a política de despejos violentos. Não é admissível que vire rotina o que vem acontecendo e o que aconteceu na zona leste recentemente", completou.

Há duas semanas, Boulos foi detido durante uma reintegração de posse de um terreno em São Mateus, na zona leste. A PM cumpria a ordem judicial para despejo de 700 pessoas da Ocupação Colonial em um terreno do bairro. Ele e outro integrante do movimento foram levados à delegacia por desobediência, assinaram um termo circunstanciado e foram liberados no fim do dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos