Primeira bateria de exames feitos em Marisa Letícia indica morte cerebral

O Hospital Sírio-Libanês informou no início desta tarde de sexta-feira, 3, que a primeira bateria de exames feitos na ex-primeira dama Marisa Letícia da Silva indicou morte cerebral. Há ainda uma segunda e última fase de exames, prevista para as 18h. Em caso de confirmação de morte cerebral, o corpo da mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá ser velado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), e posteriormente cremado, no sábado, 4, no Crematório Jardim da Colina.

A ex-presidente Dilma Rousseff chegou por volta do meio-dia ao hospital. Dilma estava viajando pela Europa e antecipou a volta ao Brasil com o agravamento do quadro clínico de Marisa. Na noite de quarta-feira, 1, a equipe médica disse que a situação era "irreversível".

O presidente Michel Temer pediu um minuto de silêncio durante cerimônia de posse dos ministros do governo, nesta sexta-feira, 3, em homenagem à ex-primeira-dama. Na quinta, 2, Temer visitou Lula no hospital.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) enviou nesta sexta-feira mensagem a sindicatos para que convidem a militância a comparecer em São Bernardo do Campo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos