Medo do vírus faz paulista evitar viagem

Sorocaba - O medo da febre amarela está levando pessoas não vacinadas a evitarem viagens para o norte do Estado. Dois morreram após contrair a doença em Américo Brasiliense e Batatais. As vítimas nem tinham saído da região, o que indica circulação local do vírus.

Com receio de pegar a doença, o representante comercial Abílio Rosa Netto, de 34 anos, de Sorocaba, excluiu temporariamente a região de Batatais, que ele atende, do roteiro. Ele tinha atendimentos marcados na semana passada, mas não viajou por não ter tomado a vacina. "Peguei dengue em 2016 e foi difícil, fiquei mais de uma semana de molho." Na segunda, Netto foi a um posto de saúde em Sorocaba, mas a imunização havia acabado. "Enquanto não estiver vacinado, só vou para as regiões sem a doença", diz.

Em baixa. Agências de viagens já registram queda na procura pelo norte paulista. Segundo o agente Marcelo Fernandes, da Toda Turismo, de Sorocaba, a venda de pacotes para Brotas e o circuito de águas termais de Olímpia, na região de Barretos, caiu. "Não está havendo procura do modo esperado nesta época, o que só pode ser atribuído à febre amarela."

A professora Sandra de Andrade, de Sorocaba, pensava em curtir o carnaval em Brotas. Mas ela, que não tomou a vacina nem pretende tomar, decidiu passar os cinco dias visitando cavernas no Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira, em Apiaí, região que não tem a doença. "Quando tomei a vacina da gripe, passei muito mal e continuo pegando gripe", diz.

A Prefeitura de Brotas alertou os turistas de aventura para se vacinarem dez dias antes de viajar. Mas ressalta que a cidade não registra a doença há mais de 20 anos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos