'O presidente indica, o Senado sabatina, o STF dá posse', diz Fachin sobre Moraes

Brasília - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, foi breve ao comentar a indicação do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, por parte do presidente Michel Temer, para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal.

"O presidente indica, o Senado sabatina, o Supremo dá posse", disse o novo relator dos processos relacionados à Operação Lava Jato na Corte Suprema. "Sabatinado por vós, será bem-vindo", complementou o ministro Edson Fachin.

O comentário foi feito em resposta ao questionamento de repórteres na chegada dele à sessão da Segunda Turma do STF nesta terça-feira, 7 - a primeira sessão de Fachin no colegiado que julga a maioria dos processos da Lava Jato.

O ministro também disse que conhece Alexandre de Moraes e comentou que ele tem "excelente trato". Mas não falou sobre a atuação de Moraes no âmbito do direito.

Cunha

Além de falar laconicamente sobre a indicação de Moraes, Edson Fachin também confirmou que manterá na pauta da quarta-feira, 8, o julgamento de um recurso do deputado cassado Eduardo Cunha. O julgamento estava marcado pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, para esta sessão desde dezembro, a pedido do ministro Teori Zavascki, ex-relator dos processos da Lava Jato.

Fachin

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos