Renan confirma votação da bancada do PMDB para CCJ às 14 horas

Brasília - O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), declarou que registrará todas as indicações do partido para as comissões da Casa até às 15 horas desta quarta-feira, 8. Ele confirmou que a votação na bancada para definir quem ficará com a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) será realizada às 14 horas. Renan disse que vai fazer um apelo para que os outros líderes façam o mesmo.

Ele lamentou que não tenha havido consenso na bancada sobre a presidência da CCJ. "Nós afunilamos e retiramos a candidatura da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), mas não conseguimos retirar a candidatura dos outros dois, Raimundo Lira (PB) e Edison Lobão (MA)", afirmou Renan. Apesar de estar articulando nos bastidores pela candidatura de Lobão, ele negou que tenha um candidato preferido na disputa.

A sabatina de Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal (STF) depende da indicação de um nome do PMDB à presidência da CCJ. A tendência é de que o senador Edison Lobão (MA) seja o escolhido, mas Raimundo Lira (PB) também pleiteia a vaga. A senadora Marta Suplicy (SP) aceitou desistir da candidatura na terça-feira à noite para assumir a presidência da Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Apesar de Renan não considerar a hipótese, o candidato derrotado ainda pode lançar candidatura avulsa, e a votação ocorreria no plenário da CCJ. Caso a votação do PMDB se confirme com um só candidato, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (CE), adiantou que vai autorizar a instalação da comissão ainda nesta quarta-feira, e Moraes poderia ser sabatinado pelo colegiado até o próximo dia 22.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos