Alerj adia discussão sobre privatização da Cedae para sessão extra

Rio - A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) adiou para uma sessão extraordinária, ainda nesta quinta-feira, de 19 horas às 22 horas, o início da discussão do primeiro projeto de lei do pacote de medidas de contrapartida do plano de recuperação fiscal do Estado do Rio. A tramitação começaria na sessão ordinária de 15 horas, mas deputados de oposição ao governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) estão usando o regimento para atrasar o processo.

Isso porque o projeto de lei que autoriza a privatização da Cedae, a estatal de águas e esgoto, só pode entrar em pauta após a votação de 27 vetos de Pezão que estavam pendentes de serem apreciados pela Alerj. Em sessões ordinária e extraordinária na quarta-feira, os deputados votaram 13 vetos. Até as 19 horas, a Alerj seguirá apreciando os vetos. Por volta das 12h30, estava discutindo o 17º veto.

A decisão do presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), de adiar a discussão sobre a privatização da Cedae foi contestada por deputados da oposição, como Paulo Ramos (PSOL). Picciani levou a decisão a plenário e o adiamento venceu por 44 a 14 votos, de um total de 58 votantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos